domingo, 8 de maio de 2011

BIN LADEN E A CRUEZA DO SER, QUE NÃO AMA.




Muito tem se falado de evangelização, de missões de alcançar almas e se arrecadam milhões em verbas para este fim. Contudo só tenho visto templos suntuosos e homens abastados trajando as mais caras grifes. Nossos jovens dão valor a marcas de roupa e tênis e mesmo tendo a ultima geração de games já estão de olho na próxima. Com o consumismo exagerado os recursos naturais que antes serviam para alimentar, agora servem para abastecer carros e maquinas. Milhares de hectares são usados para milho, cana, mamona entre outros, apenas para alimentar maquinas. Enquanto isto milhares de pessoas passam FOME. Estima-se que 800 milhões de pessoas passam FOME no mundo e uma morre a cada 3,6 segundos. Quem se importa? Conheço igrejas enormes que distribuem 200 cestas básicas, e arrecadam 1000 vezes mais. Demagogia! Hipocrisia! Falta de amor! E o amor se esfriará de quase todos... Se o amor se esfriou de você a ponto de não se importar com quem tem fome, quero te dizer que ainda que frequente qualquer igreja você não é de Cristo. Quem não ama não é nascido de Deus que é amor. Quem é capaz de ver o seu próximo ainda que seja seu inimigo passar necessidade e virar as costas é apenas um religioso farisaico. Fala de Deus, prega a Deus todos os dias, literalmente quando vira as costas a um necessitado, crava um prego nas mãos que se estendem em sua direção pedindo socorro. Naquele dia dirão Senhor, quando te vimos com fome e não te ajudamos?

Seja verdadeiro, não se conforme com este mundo. Não negue amor a quem te implora ajuda, ainda que isto signifique negar-se a si mesmo. Mesmo que lhe digam que a sua ajuda servirá para alimentar a pobreza. Não se detenha no caminho dos ímpios, faça você o que um coração amoroso faz. Simplesmente ama como Jesus amou. E não arranje desculpas para não agir. Não espere por ninguém mais faça a sua parte e estará contribuindo para mudança de um pensamento coletivo que prega o egoísmo e o individualismo, que amam primeiro a si mesmo e nunca os que nada lhe podem oferecer.

O mundo é capaz de dar milhões em armas para populações destruírem aos seus semelhantes, entretanto não consegue distribuir comida para matar a fome de oitocentos milhões de pessoas. Cada míssil lançado daria para alimentar no mínimo 50 seres durante um ano. Cada arma fabricada daria para alimentar uma pessoa durante uma semana. Os milhões de dólares investidos em armamentos novos alimentariam o mundo durante um bom tempo. Mais a preocupação é apenas matar e não dar vida.

Se ao invés de invadir o Afeganistão com armas e morte, fosse com alimentos e tecnologia de cultivo, cultura, mais principalmente amor por eles. Ao invés de colher ódio estariam colhendo filhos da luz. Homens e mulheres que saberiam que alguém se importava com eles e os amava. Mais semearam ódio, e fizeram milhares de inseminações artificiais, gerando muitos filhos de Bin Laden. Jovens que preferirão se explodir em nome do ódio. E quanto mais as bombas forem lançadas. Mais ódio será semeado.

Enquanto isto, milhões morrem de fome e sede. O amor se esfriará de quase todos. Como estas pessoas terão chance? Só o amor pode mudar esta realidade no mundo e o único que pregou e ensinou e agiu assim chama-se JESUS DE NAZARETH. Ele convida a todos os seus filhos, discípulos da verdade, não apenas a orarem, mais agirem com amor em seu nome.

video
sempre há alguem perto de voce que precisa de ajuda, aquele a quem voce vê.

No Rei que está voltando.

Sergio Valle.

Nenhum comentário:

Postar um comentário